A Difícil Tarefa de uma Nova Rotina: A Introdução de Novos Alimentos

25 de fevereiro de 2014   Por:    Cantinho da Mamãe, Ser Mãe, Vida Real   0 Comentários

Apesar de não ser uma cozinheira nata e não saber cortar um frango até hoje, não esperava a hora de poder cozinhar para as gurias. Toda visita ao pediatra ficava perguntando quando entraria a comidinha, já que elas não foram amamentadas no peito. Bom, esse dia chegou e confesso que se soubesse que teria que invocar a dona paciência e persistência, deixaria as papinhas para mais tarde.

Aos 5 Meses

O pediatra já passou o suco de frutas, 20ml por dia e papinhas. De preferência no período da manhã. As frutas eram: Laranja lima, Pêra, Maçã e mamão.

Chegou o meu primeiro desafio e junto à frustração: ensinar a tomar o suco de laranja lima. Primeiro tentei na chuquinha e a aceitação foi zero. Ofereci a chuquinha por três dias corridos, experimentava e cuspia. Cheguei a pensar que elas nunca tomariam o danado do suco.

Introducao papinhas na alimentacao do bebe

Experimentei dar o suco no copinho e o resultado foi zero. Dei uma pausa de dois dias e tentei dar o suco na colher e nada das danadinhas tomarem. Será que suco de laranja lima é tão ruim assim? Eu particularmente não gosto, mas elas são bebês e tem que gostar, é um novo sabor para o paladar virgem delas.

A essa altura uma nuvem de interrogações pairava sob a minha cabeça. O que estaria fazendo de errado, por que não tomavam o suco?. Foram várias tentativas de formas diferentes e sem sucesso. Será que sou eu o problema? E para completar a minha frustração materna recebo a ligação da minha sogra dizendo que as DUAS tinham acabado de tomar o suco na chuquinha, para minha surpresa ser maior ainda foi que tomaram os 20ml. Háha…. acho que o problema realmente era comigo rs*. As vezes chego a pensar que as duas estavam testando o limite da minha paciência. Sendo comigo ou não elas aprenderam a tomar o suco e depois da laranja lima, foi a pêra, o mamão, a maçã, e outros que estavam por vir. Até hoje elas adoram um suco de laranja, e procuro sempre fazer o suco da própria fruta e variar nos sabores.

Aos 6 meses

Introduzimos a papinha salgada. Foi liberado arroz, feijão, macarrão, gema de ovo, 100g de carne, espinafre, batas, cenoura, óleo de girassol, sal, alho, salsinha. Para sobremesa uma fruta ou gelatina e suco de frutas uma vez ao dia. Isso tudo batido no liquidificador até ficar um creme.

Chegou a parte divertida: cozinhar. Todo dia era um cardápio diversificado e bem temperadinho, até dava vontade de comer (o pediatra não indica a papinha de bebê para os pais por serem bastante calórico rs*).

papinha salgada para bebe

intruzindo a papinha salgada

A primeira comida salgada que elas comeram foi na casa da vovó. Ela fez músculo com arroz, feijão e verduras. A recepção foi imediata, raparam o prato e fiquei bastante preocupada com isso, já que era a primeira vez que experimentaram uma comida mais sólida. Essa etapa foi super fácil e nunca tivemos problema de rejeição no almoço e jantar, claro que há dias que os bebês não estão em um bom dia e não comem como gostaríamos, mas tudo tem o seu tempo e fase. Aprendi a respeitar a vontade delas e o limite de cada uma. Desde que começaram com a alimentação salgada elas já sabem qual a quantidade que as satisfazem e assim nunca insisto para comerem mais.

Os primeiros dentinhos

Com o nascimento dos primeiros dentinhos já fui introduzindo uma alimentação mais sólida. O que era triturado antes agora passou a ser amassado com o garfo e a carne cortado em tirinhas para que pudessem chupar, as coxinhas de frango cozidas para que pudessem segurar com as mãos e destrinchar com os dentinhos.

Com o tempo já conseguimos observar que alimentação para elas tornou-se um desafio, com descobertas de sabores, cores e texturas. Somos adeptos a exploração de novos alimentos, aos poucos frutas e verduras que elas ainda não comiam começaram a entrar no cardápio.

Comendo sozinhas

Com 1 ano e 3 meses elas já começaram a comer sozinhas. Começamos a coloca-las na mesa e ensinar a usar a colherzinha. Em uma semana já não queriam mais que déssemos a comida e já se sentiam independentes.

Apesar de toda a bagunça que fazem achamos importante essa etapa da criança poder se desenvolver envolvendo o ato de comer. Quando é hora do almoço servimos os pratinhos e todos almoçam juntos, aos poucos a coordenação de levar a colher a boca foi se aprimorando dia a dia. Hoje, elas comem de um jeito mais fácil e coordenado e consequentemente a bagunça vai diminuindo. Claro, que quando cansam fazem bolinhos de arroz com as mãos, e vira aquela bagunça. Mas, mesmo com todo o arroz e feijão espalhados pelo chão o importante é o desenvolvimento e sua capacidade de se alimentarem sozinhas.

comendo sozinha

comendo sozinha milena

comendo sozinha yasmin

O funcionamento do intestino com a nova alimentação

O que preocupava com a introdução de novos alimentos era o funcionamento do intestino. Desde que nasceram elas sempre foram um reloginho.

Para termos certeza qual impacto que a nova alimentação faria no intestino delas, fomos fazendo testes com as frutas. Primeiro a laranja por três dias e de olho se haveria alteração no coco, o qual continuou tudo normal. Logo, foi a vez da pêra e assim sucessivamente. Até que tivemos a certeza de que as novas frutas não desregularia o intestino e foi bem recebido. Com as papinhas salgadas seguimos o mesmo ritmo, a cada verdura nova sempre ficávamos em alerta, até que percebemos que quanto mais verduras e frutas, mais o intestino funciona tranquilamente.

O segredo de uma boa introdução a novos alimentos

Ver um filho comer a comida que você faz não tem nada mais gratificante. Adoro ver as gurias degustando a comida que fiz especialmente para elas e isso me enche de alegria e orgulho.

Fazer com que o bebê coma não é uma tarefa muito fácil. Paciência e principalmente persistência são os segredos para uma nova rotina. Os bebês assim como nós tem o seu próprio tempo para se adaptar ao que é novo. Insistir em um determinado alimento diversas vezes é o segredo para a aceitação. Ofereça frutas e verduras mais de uma vez, não se preocupe se ele não aceitar de primeira. O bebê está a seis meses acostumado a um só paladar “ o leite”, não espere que ele mude da noite para o dia só porque deseja. Respeite o ritmo de seu filho, ele quem determina a hora de parar. Se estiver satisfeito com aquele pouquinho não insista, porém não ofereça guloseimas entre as refeições, isso poderá acarretar alterações em sua dieta e consequentemente criará hábitos nada saudáveis.

Se possível sempre prefira os orgânicos, nem sempre o dinheiro dá para comprar todas as verduras e frutas, mas entre uma compra e outra alterne entre um orgânico e outro não.

Prefira comidas feitas na hora, caso não seja possível aprenda técnica de congelamento de alimentos sem perder os nutrientes. Facilita muito na hora de preparar a papinha do bebê. Faça escolhas conscientes, comece a ter o hábito de ler os rótulos das embalagens e fique atenta ao grande teor de sódio que esses alimentos trazem.

Sucos feitos da própria fruta são as melhores escolhas, além de não precisar do açúcar no preparo é extremamente mais saudáveis que os de caixinhas.

Monte um cardápio semanal para que possa ir seguindo, assim terá sempre opções diárias que o seu bebê irá adorar.

Existirão dias em que seu filhote não comera o tanto que você acha necessário, não se preocupe, tem dias que eles não amanhecem bem, se é assim com a gente com eles também. Caso não coma bem no almoço ofereça um suco bem reforçado com duas frutas batidas, as gurias adoram quando faço pêra com kiwi.

Ao passarem para a mesa tenha muita calma conte de 1 até 10 e deixe eles aprenderem sozinhos, claro que será uma chuva de arroz, mas, pense pelo lado bom você estará estimulando sua coordenação motora e desenvolvendo o hábito de comer na mesa.

Não ofereça suco na hora das refeições deixe para depois. O suco pode mascarar a vontade de comer e eles acabam não comendo o necessário. Aqui em casa suco é só depois das refeições principais, as vezes ele entra junto ao lanche da tarde.

Haverá dias que terá vontade de sair correndo ao ver aquele serzinho todo sujo dos pés a cabeça, antes de perder a paciência tire fotos, muitas fotos e corra com ele direto para o chuveiro, mais tarde você irá se divertir com essas lembranças.

 

Posts Relacionados

Deixe um Comentário