5 Dicas para um Transição Tranquila para a Paternidade

31 de janeiro de 2014   Por:    Maternidade, Ser Mãe   0 Comentários

pai e filho1

Parabéns! Você cuidou do seu bebê enquanto estava dentro da barriga de sua parceira durante nove meses, superou os mais loucos desejos tarde da noite, compreendeu a cada dia a montanha russa dos hormônios dela, ajudou a ficar mais confortável na hora de dormir, massageou suas costas e pés para deixa-la mais relaxada, por muitas vezes cozinhou uma comida mais saudável pensando no bem estar dos dois, participou de todas consultas e ultrassons, devorou livros sobre bebês, ajudou a decorar o quarto e agora depois de tanta preparação chegou a hora: Você tem um lindo bebê em seus braços.

Após o parto a mulher esta extremamente sensível, para ambos é um novo mundo a descoberta de novos desafios como novos pais. Ela precisa do seu apoio agora mais do que nunca. Para facilitar a transição para a paternidade, aqui estão cinco coisas que cada novo pai deve fazer uma vez que a mãe e o bebê chega em casa do hospital.

Esteja de bom humor – você esta sobrecarregado com as emoções também, mas a sua parceira precisa que você seja forte, e acima de tudo muito paciente. Nas primeiras semanas após o parto, ela pode estar sentindo um pouco de dor e desconforto, por isso, ajude a manter o controle de seus medicamentos (se houver), tente deixá-la confortável.  Faça uma lista com as datas das consultas médicas, sempre esteja disposto a comprar alguma coisa de emergência, ela não poderá sair por algum tempo e só você pode ajudar a administrar a casa e os cuidados com o bebê. Nos primeiros dias a nova mamãe se sente muito cansada, portanto se receber visitas inesperadas esteja disposto em resguardar a mamãe e o bebê, caso seja necessário com delicadeza peça para que voltem outra hora, as pessoas irão entender.

Tenha sempre uma palavra de otimismo –Tudo vai ficar bem!. Graças ao estresse , privação de sono e alterações hormonais , os primeiros três meses poderá conduzir qualquer nova mamãe ao limite da sanidade . Para ajudar a ficar em terra firme , tenha sempre uma palavra de conforto que passe lhe passe segurança ou com apenas um simples gesto de carinho você poderá dizer que ela esta sobrecarregada e que merece um tempo e é hora de conversar de como poderão melhorar as coisas. Não deixe de elogiar o seu trabalho como mãe, diga sempre que está linda. No pós parto a mulher fica bem inchada e nenhuma roupa servirá, diga que tudo é temporário que é apenas uma fase e se ela quiser tire um tempo e compre uma roupa nova. Ajude ela a se vestir principalmente se tiver feito uma cesárea, precisará de apoio para poder se levantar da cama ou do sofá, e nunca a deixe carregar peso.

Não se queixe. Você está cansado. Ela está cansada. Não é uma competição, por isso não precisa tornar uma. Vocês dois estão provavelmente mais exausto do que quando passavam noites e noites sem dormir na faculdade, e ficar um contra o outro não vai ajudá-lo a se sentir mais descansado. Em vez disso, encoraja a sua parceira para tirar um cochilo rápido e você o mesmo.

Ajude na alimentação. Se ela está amamentando você pode se sentir deixado de fora do processo, mas você não tem que estar. Participe: com uma troca de fralda, alimentando o bebê com leite bombeado, colocando ele para arrotar e até fazê-lo dormir. Ao participar das mamadas, sua parceira vai sentir o seu apoio – e você terá um tempo de qualidade com seu novo bebê.

Envolva-se. Quando você chega em casa do trabalho, tudo o que quer é um descanso na sua poltrona. Sim, você já teve um dia agitado, mas uma vez que você está em casa a sua parceira precisa de você para tomar conta do bebê para que ela possa finalmente levar alguns minutos para si mesma para tomar banho, ligar para sua melhor amiga, ou apenas relaxar. E se você não tem certeza do que fazer, é só pedir ajuda! Tarefas simples como dobrar a roupa ou lavar louça faz uma grande diferença para ela. Pense nisso!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário