O que é real?

17 de setembro de 2013   Por:    Maternidade, Vida Real   0 Comentários

Mudanças no corpo após a gestação. O que é real?

A mulher para ser mãe tem que estar preparada para o que der e vier. Ver seu corpo sofrer tantas transformações para algumas não é fácil, para outras é estar feliz por poder doar-se para uma nova vida.

Durante minha gestação ficava encantada com tantas mudanças, seios grandes e fartos, a barriga crescendo cada dia mais. Os hormônios que me levavam a loucura. O aumento de peso, o rosto redondo e as manchas no rosto.  Mas tentava encarar tudo isso com certa naturalidade. Porém, ainda não estava preparada para o que estava por vir. Estar grávida é um ato de amor e é preciso estar disposta a abrir mão do seu corpo para dias de amor e felicidade.

Exigir um corpo cheio de curvas após toda essa metamorfose é pedir muito para uma mulher que acaba de virar mãe. O meu corpo após a maternidade já não é mais como antes, a mulher de antes deu lugar a mãe, cheia de imperfeições. Os seios já não tem aquela “vitalidade”, murcharam. A barriga durinha deu lugar a uma bem flácida, e as estrias…. ah!!! Essas sim eram o meu pesadelo! Mas graças ao fator genético elas não foram tão cruéis.

As marcas de toda uma gestação linda e maravilhosa estão no meu corpo, nos seios, barriga, rosto, e os meus 27kg que insistem em não ir embora. Me deparo com essa nova pessoa todos os dias no espelho do banheiro. Mulheres reais sofrem com a exigência cruel da sociedade, a mídia estampa todos os dias uma fantasia. Ver uma famosa na capa da revista uma semana depois da gravidez com um corpinho violão é pedir para uma mãe real pular de um prédio sem pestanejar. O meu mundo é esse: sem grana pra fazer uma plástica, contratar um personal trainer, uma cozinheira particular, ter uma babá para poder passar horas e horas na minha academia particular. É, ser famosa não é fácil. Ao contrário disso tenho diversas profissões: sou nutricionista, personal trainer, cabelereira, manicure, personal stylist, mãe, dona de casa, esposa, faxineira, lavadeira, cozinheira, passadeira, babá e tudo que puder imaginar.

Não vou dizer que sou apaixonada por esse meu novo corpo, mas também não entro em neura com as minhas cicatrizes. Luto todos os dias para mudar e aceitar que o corpo de antes não terei mais, quem sabe algum dia possa fazer uma lipoescultura e deixar as cicatrizes mais bonitas e poder voltar a usar um biquine sem nenhuma vergonha das minhas marcas materna. Estou aprendendo a conviver com essas imperfeições que são lembranças de uma gestação cheia de amor que me trouxeram duas meninas pra minha vida e que sempre foram o meu sonho de consumo. Essas são as marcas de um amor incondicional de uma mulher real, mas neste mundo o que é real?

Mudanças no corpo após a gestação. O que é real?

A fotógrafa Jade Beall capturou retratos de dezenas de mães semi nuas e mulheres grávidas, em uma tentativa de retratar seus corpos ‘como estão’, e para desmascarar a ideia da sociedade que eles devem “saltar para trás” imediatamente após o parto. Em seu livro, Um Projeto Corpo Bonito, dezenas de mães revelam seus corpos “tal como são”.

Jade Beall começou a publicar uma série de autorretratos seminua no Facebook, revelando todas as cicatrizes e imperfeições que acompanham a gravidez e o nascimento de seu filho.

Depois dos retratos inspirou centenas de outras mães, muitos dos quais quis ser fotografadas de uma maneira similar.

O livro de fotos em preto e branco também inclui histórias inspiradoras e por vezes doloroso de cada mulher.

Segundo o site do livro, é um movimento de mulheres que se reúnem para contar suas histórias e celebrar seus corpos em constante mudança, para que as futuras gerações de mulheres possam viver livres do auto sofrimento.

Mudanças no corpo após a gestação. O que é real?

Viva a maternidade e suas diversas transformações.

Fotos: Jade Beall

Fonte: Daily Mail

Posts Relacionados

Deixe um Comentário