Relactação ou Translactação, saiba o que é e como fazer

12 de setembro de 2013   Por:    Maternidade   0 Comentários

Uma técnica que muitas mamães devem ter conhecimento e resolvi compartilhar. Relactação ou Translactação para as mães que não querem deixar de amamentar, porém não estão produzindo leite o suficiente. Abaixo tem um relato de uma mãe sobre o uso dessa ténica com o seu bebê. Indico também que acessem leitedopeito.com.br e vilamamifera.com, lá também tem mais informação sobre o assunto.

cropped-LDP-920x360-vert

Relactação é um método de iniciar ou reiniciar a produção de leite da mãe (ou mãe adotiva). É usado principalmente pelas mães de recém-nascidos pré-termos ou que estavam doentes nos primeiros dias de vida, quando não puderam amamentar.

A translactação é uma técnica diferente da relactação, porque utiliza sempre o leite da própria mãe ordenhado previamente, é muito utilizada em casos de mães de bebês prematuros, que têm uma boa produção de leite, e para não prejudicar o fluxo armazenam o leite e oferecem ao bebê basicamente com a mesma técnica da relactação.

Pode ser feita de duas formas:

1) A primeira consiste em deixar a criança sugar ambos os seios em todos os horários das mamadas. Se a criança for de gestação a termo e de bom peso, o tempo recomendado é cerca de 15’. Para os prematuros, de acordo com o peso, inicia-se com cerca de 5’ aumentando progressivamente, de acordo com o ganho de peso. Complementa-se a mamada com leite humano pasteurizado, fórmulas ou leite de vaca in natura oferecida em copinho ou em colher. À medida que for aumentando a produção do leite materno diminui-se a quantidade do complemento.

2)A segunda forma é colocar o leite numa seringa ou outro recipiente, ligando-se a uma sonda que deve ser presa ao seio, com sua extremidade perto do mamilo. A criança sugará o mamilo e a sonda ao mesmo tempo e, à medida que se alimenta, também estimula a produção do leite materno. A altura em que é colocado o leite e a força de sucção da criança determina a velocidade de ingestão. O fluxo é controlado ao se dobrar um pouco a sonda. Pode-se substituir a sonda por um conta gotas. Este material deve ser bem limpo e esterilizado em água fervente cada vez que for usado. O tempo para que a produção de leite pela mãe aumente é de no mínimo uma semana, requer paciência e persistência para se obter sucesso. O leite ministrado pela sonda é o que a criança estava usando e, na medida do aumento de produção pela mãe, este é restringido progressivamente.
O uso de droga estimulante não é necessário. O envolvimento da mãe e sua disponibilidade de tempo neste processo são essenciais.



COMO FAZER


1) Adquirir a sonda:

Comprem em farmácia sonda nasográstrica numero 4 ou 5. Já ouvi mamães dizendo que somente em farmácias que vendem material hospitalar conseguiram adquirir.
Comprem várias sondas, pois em minha opinião é melhor descarta-las apos uso pois é dificil de lava-las bem (embora já ouvi que a sonda pode ser bem limpo e esterilizada em água fervente cada vez que for usada). Essas sondas nada mais são do que tubinhos fininhos.

Sonda para Relactação

2) Preparações:
Coloquem o leite artificial ou materno extraído com auxilio de bomba no recipiente escolhido (seringa, copo ou mamadeira). Em meu caso utilizei seringa, pois usei somente nos primeiros dias após o nascimento do Lucas, a quantidade era pequena mesma e a seringa foi uma boa opção.

Coloquem uma ponta da sonda no recipiente e a outra deve ser presa ao seio, com sua extremidade perto do mamilo (pode usar um esparadrapo, micropore para tal). A ponta que fica no peito tem que ficar bem na auréola.
Tentem colocar o recipiente com o leite num local próximo e acima do nível do peito, para que a ação da gravidade facilite o fluxo do leite, e de preferência numa superfície firme para evitar que caia no chão. Nas primeiras tentativas vale a pena pedir ajuda de outra pessoa que segure o recipiente com o leite.

Relactação ou Translactação

3) Iniciando:
Ponham o bebê no seio para mamar. A criança sugará o mamilo e a sonda ao mesmo tempo e, à medida que se alimenta, também estimula a produção do leite materno. A altura em que é colocado o leite e a força de sucção da criança determina a velocidade de ingestão. O fluxo é controlado ao se dobrar um pouco a sonda.
Desse modo o bebê começa a associar o peito com alimento (evitando ou restringindo o uso da mamadeira que pode levar à um desmame precoce por confusão de bicos ou por desinteresse do bebê no peito pela facilidade de fluxo de leite que existe na mamadeira).

4) Quanto tempo preciso usar esse sistema?
O tempo para que a produção de leite pela mãe aumente é de no mínimo uma semana, requer paciência e persistência para se obter sucesso. O leite ministrado pela sonda é o que a criança estava usando e, na medida do aumento de produção pela mãe, este é restringido progressivamente.

Relactação ou Translactação

5) Que mais posso fazer para aumentar minha produção de leite?

– Meu Lucas ficava no peito por 1 hora, às vezes 2 horas direto mamando! A sucção do bebê é a mais poderosa que existe, então amamente em livre demanda, mesmo sem a sonda, sempre que puder.

– Utilizem uma bomba elétrica de boa qualidade e expresse seu leite também sempre que possível. Eu o fazia 2-3 vezes por dia.

– Descarte o uso de qualquer bico artificial: mamadeira (o objetivo dessa técnica é também restringir seu uso até eliminar totalmente), e não ofereça chupetas ao seu bebê.

– Descanse quando puder, tire sonecas quando o bebê também o fizer. Durma perto de seu bebê (tomando precauções para prática da cama compartilhada). Pesquisas mostram que cama familiar pode ajudar no estabelecimento da amamentação.

Fonte: A Grande Diferença

Fotos: alineamorim.com
umamaedasarabias.com.br

Posts Relacionados

Deixe um Comentário