O primeiro chute

19 de dezembro de 2012   Por:    Cantinho da Mamãe, Ser Mãe, Vida Real   3 Comentários

Sempre tive curiosidade em saber como é ter um bebê se movimentando dentro da barriga. A pergunta que todos me faziam quando estava esperando as meninas era: Eai, já sentiu elas se mexerem? Não aguentava de tanta ansiedade, até que um dia assistindo a tv tive uma sensação como se fosse um peixe nadando, foi um movimento leve. A minha obstetra disse que os primeiros movimentos somente eu sentiria o Geison só depois de algum tempo, a partir da décima oitava semana qualquer coisinha eu ficava pensando se era uma das meninas dizendo olá. Quando se é mãe de primeira viagem é difícil diferenciar esses movimentos, mas você percebe logo que tem algo de diferente.

 

Lá pela vigésima segunda semana senti o primeiro chute, e um calombo se formou perto do meu estômago, foi uma festa. Era o pezinho de uma das meninas se manifestando, era uma sensação tão gostosa. Ficamos tão emocionados nesse dia que para nos foi um marco, foi como se elas quisessem dizer: Oi, estamos aqui. Desde então não pararam mais de se mostrarem, e por serem gêmeas não tinham muito espaço então aproveitavam cada pedacinho da barriga para poderem se esticar (Ai, meus órgãos.. rs*), às vezes sentia cada dor, mas era algo suportável e agradável ao mesmo tempo. Adorávamos ver os calombinhos se formando na barriga, às vezes era cada movimento brusco que me fazia ficar sem fôlego. As meninas também respondiam aos estímulos externos, toda vez que o Geison chegava do trabalho ele conversava com elas e esse era o momento em que mais respondiam. O Geison também adorava a sensação de sentir elas chutando as suas costas quando dormiamos abraçados. Acho que essa é a primeira sensação mais gostosa de toda a gestação, sentir o bebê se mexer e acho que esse é o momento em que a gravidez definitivamente se concretiza para a mulher.

3 Comentários to “O primeiro chute”
  • diocildes
    5 de janeiro de 2013 - Responder

    Todas as sensações vividas durante o período da gestação serão impossíveis de serem qualificadas, tudo dependerá do comprometimento dos futuros pais. Os prazeres e as experiências vivenciadas durante este processo farão com que estes casais venham a preparar-se para a nova fase da qual enfrentarão, sim, choros, fraldas, manadeiras, colicas e tudo que implicará nesta doação incondicional que doravante fará parte da vida destes casais que uma vez decidirem em ficarem grávidos.

  • taina
    15 de julho de 2015 - Responder

    Que lindo o seu pequeno texto, fiquei lendo com um sorriso no rosto pensando quando acontecerá comigo, estou de 19 semanas e muito ansiosa para o primeiro chute do meu bebê ou minha bebê;; rs saúde pra vcs

    • Fabi
      15 de julho de 2015 - Responder

      Olá Taina,

      Então, o primeiro chute a gente nunca esquece rs*. Estar gerando um ser humano já tão querido dentro de você é algo que só uma mulher tem o privilégio de sentir. Sinta-se especial. Parabéns pelo seu bebê….e espera que ele vai chutar muuuiiito!!!!

Deixe um Comentário