Amor, estou grávido!

11 de dezembro de 2012   Por:    Vida Real   4 Comentários

Aham !!! O Geison engravidou junto comigo. Como isso é possível? Não sei, mas digo que o dito cujo até desejos sentia. Enquanto eu carregava duas melancias na minha barriga e tinha a sensação de que iria explodir, ele sentiu-se no direito de engravidar junto e ainda querer todas as atenções e mordomias que eram meus de direito.

Tive que brigar e garantir meu lugar ao sol nessa corrida, pois quem estava fazendo todo o esforço era EU a grávida. Mas, uma coisa eu a-d-o-r-e-i, ele sentia todos os enjoos que eu não tive rs*. Acho que foi uma praga que roguei durante esses sete anos de casados: – Você vai engravidar junto comigo. E não é que pegou?  Sentia desejos, uma compulsão incontrolável, insônia e engordou junto também. No final, quando chegou à hora do parto o jaleco do hospital mal cabia no pai grávido ….rs*.

Mas isso não é uma brincadeira, realmente ocorre com a maioria dos pais que se envolvem completamente na espera do filho. Uma pesquisa feita constatou que os homens passam por uma alteração hormonal durante a gestação (eu fico pensando, será que realmente eles têm o um lado feminino?). O Geison foi um pai que acompanhou todos os ultrassons das gêmeas, todas as consultas ao obstetra, ou seja, ele se entregou 100% na espera das filhas.

Ele foi o meu companheiro, meu amigo, um pai em todo o processo da gestação. É como eu sempre digo: Não basta ser pai, tem que participar!

Foto: Michelle Arantes

4 Comentários to “Amor, estou grávido!”
  • André
    11 de dezembro de 2012 - Responder

    show este depoimento. valeu primo!

  • Geison
    12 de dezembro de 2012 - Responder

    Simplesmente não tenho palavras para este depoimento incrível.
    A família é tudo o que nos constroem.
    My e Fabi, amo vocês, como você fala, POR DE MAIS DA CONTA!

  • Oade
    12 de dezembro de 2012 - Responder

    Hahaha a parte do hospital foi boa, ja pensou se os médicos confundem e levam ele pra fazer o parto? Kkkkkk

  • Josi
    12 de dezembro de 2012 - Responder

    Tendo conhecido o Geison um naquinho só, não me surpreende em nada esses relatos. Como um bom canceriano, para ele família é tudo. E o tal lado feminino é uma das coisas mais bacanas nele porque consegue ter essa sensibilidade sem perder a masculinidade. Tenho certeza de que está sendo um pai muito amoroso e dedicado desde a notícia da gravidez. Parabéns!

Deixe um Comentário